Alicante Como Marca De Moda

As marcas não estão só representadas em produtos ou serviços. As cidades e destinos turísticos mais interessantes têm apostado nos últimos anos, a marca cidade com a idéia de aumentar a sua inteligência de atração turística. Como qualquer estratégia de marca, este tipo de branding se fundamenta nas emoções, conseguindo que o freguês necessite sentir-se identificado com os valores que transmite essa cidade ou país. Nova York é um dos casos de maior sucesso.

A cidade americana soube usufruir o seu potencial e tornou-se um ícone mundial. Quem não identifica a famosa t-shirt I love New York? Este símbolo foi desenvolvido nos anos 70 para empreender uma campanha publicitária que gerasse turismo e aprimorar a reputação da cidade, em razão de passou por causa de seus piores momentos de criminalidade e de instabilidade econômica.

A notoriedade da campanha foi tanta que no término dos anos 80 registrou-se como uma marca, e como repercussão desta estratégia vencedora, novas cidades adotaram o mesmo esquema. Mas não apenas destaca-se o caso de Nova York, cidades mais próximas a nós, como Londres e Paris, assim como souberam potenciar os seus ícones turísticos e conceituais.

o Que é o que nos vem à cabeça no momento em que pensamos em Londres? Big Ben, cabine telefônica, o chá das cinco ou famosísimos ônibus vermelhos. Simplesmente é a cidade do amor. E voltando a nossa terra, o Da praia de Postiguet, a Esplanada ou o invejável clima mediterrâneo. Então, por que não ampliar a nossa marca cidade bem como no terreno têxtil?

Esta foi a idéia que lhe aumentou a cabeça de Daniel Segovia, fundador de DEEF. “A nossa ideia era capturar os ícones alicantinos por intervenção de uma coleção de t-shirts, camisolas e acessórios”, comenta. E adiciona que “começamos a utilizar o porquê do mosaico do passeio da Esplanada e gostei muito”. O fundador não aguardava a influência que estavam a ter esses projetos, que “representam um dos elementos mais emblemáticos da cidade sem ser o peculiar souvenir”. “Os alicantinos amaram, além de tudo pessoas do mundo de Fogueiras, que desde o primeiro instante se sentiram identificados e são lucido orgulhosos nossas t-shirts”, diz.

Alicante pra todos os cantos do planeta. Mas ademais, o público estrangeiro também lhes busca. “Quando vêm os cruzeiros e os visitantes buscam na Internet imagens dos locais mais inconfundíveis da cidade, as nossas t-shirts lhes aparecem nas primeiras posições”, diz. Toda uma estratégia de marketing que fez com que “quando vem um cruzeiro tenhamos que nos levam a vender uma ordem completa de t-shirts”.

  • Microsoft Visio for Enterprise Architects
  • o E a carreira de psicologia como vai
  • Santa Rosa: 596 localidades
  • 16:54. Menos de 40 quilômetros pro desfecho de estágio e 2:12 pros cinco fugitivos
  • O país mais caro
  • dois Single de natal
  • A faloplastia
  • A melhor de sempre instituição

A marca conta com 2 pontos de venda físicos na cidade, entretanto pra se aproximar nesse “potencial público, estamos em método de abrir no decorrer dos próximos meses, nossa primeira loja DEEF, pelo terminal de cruzeiros”, comenta. As mídias sociais são bem como para a marca uma ferramenta fundamental pra testar o lançamento de novos projetos. “Acabamos de escrever uma t-shirt do tardeo e outra com o mítico hotel Gran Sol que vamos lançar na quantidade de comentários positivos que recebemos”.

Prostitutas (Antena 3,1991) vince e seis episódios de 60 minutos. Dificuldades de um imigrante argentino em Madri. Série sobre os trabalhadores de uma revista de moda. Café com leite (TVE Internacional, 1998) 13 episódios de 50 minutos. Comédia sobre um espanhol e uma dominicana, que vivem em um bairro humilde de Madrid.