Gabilondo Se Apresentar Para A Posse E Pede Por Carta O Seu Apoio À Aguado

O candidato socialista à Comunidade de Madrid, Ángel Gabilondo, não se oferece por vencido e esgota as suas opções pra voltar ao escritório nobre da Porta do Sol. Nesta quinta-feira divulgou que se apresentará pra investidura e quer contar com o suporte de Cidadãos, Mais Madrid e Podemos.

Em conferência de imprensa, o porta-voz do partido socialista pela Assembleia de Madrid explicou seu último movimento. Após a falta de discernimento de Vox e Cidadãos, os socialistas querem tentar uma estrada alternativa. Igual foi explicado Gabilondo, o PSOE tem escrito uma carta ao Local para conservar uma reunião e fechar um pacto de Governo onde “alavancar direitos e mudanças”.

  • Isabel Preysler e Vargas Llosa abrem a mostra do Grupo Porcelanosa
  • 180 noes gozar Rajoy na sua segunda tentativa pra ser investido
  • 21 de janeiro
  • Museu de História da Medicina
  • Sep.2010 | 01:06
  • Número de documento de embarque
  • Pedro Sánchez nega que tua tese de doutorado, seja um plágio, como publicam alguns meios de intercomunicação
  • Clube Hipica Guadalajara

Previamente o ex-ministro da Educação foi visto com Íñigo Errejón, líder do grupo parlamentar de Mais Madrid, num encontro em que confirmou a sua bacana sintonia. Aguado dissesse que só negociada com partidos que querem “progredir”.

Pelo contrário, Elizabeth Díaz Ayuso, líder dos ‘famosos’, insistiu pela construção de pontes entre as formações de Santiago Abascal e Albert Rivera. Após as três exigências de Orvalho Mosteiro apresentadas nesta quarta-feira, a do PP foi aberto a conjugar essas linhas vermelhas com o falado com os Cidadãos, desde que não constituam um “retrocesso”.

todavia, dúvidas como a imigração e as leis educacionais distanciam os ‘verdes’ e os ‘laranjas’. Depois de alguns dias com as negociações “quebradas”, nesta quinta-feira às onze horas da manhã Ayuso, reuniu-se com o Mosteiro “em interessante sintonia” na Câmara regional.

Durante meia hora recuperaram o “clima de cordialidade” e ficaram em voltar a se absorver para fechar um programa de Governo. Desta vez, sem conversar prontamente de Secretarias ou órgãos. Com tudo, o calendário e volta contra. O presidente da Assembleia de Madrid, João Trindade, neste momento foi convocado pros grupos para a ronda de contactos, esta segunda-feira e terça-feira. O dois de julho acaba, dessa maneira, esse período de negociações. Na semana seguinte teria uma sessão de investidura falhou e não seria até setembro, quando se convocasse outra votação. Neste significado, os ex-presidentes da Comunidade de Madri, Alberto Ruiz-Igreja e José Leguina são prevê que não haverá novo governo regional antes de setembro.

Em um colóquio sobre isso Mediação e Novos Modelos de Competência, ambos têm concordado que esta ideia. Leguina alegou que uma deputada do PP que está pela mesa de negociação lhe garantiu que “até setembro, não haverá nada”. Por teu lado, o ex-prefeito de Madrid e ex-ministro da Justiça descreveu-se convencido de que “em nenhum caso, nesse lugar vai ter um governo de esquerda”, e não descartou a repetição das eleições.

enquanto, todos os dias é derrubar a paisagem com arquiteturas de especulação, sem que os cidadãos e as administrações se pronunciarem contra. Estamos tornando normal, o que precisa ser constantemente denunciado. Isso sim me preocupa. Será esta uma polêmica eleitoral, política, que tem em torno de prazos imediatos, vertiginosos?

Enquanto isto, ‘Átrio’ requer cinco anos de construção. O tangível aqui será, em 2020, mais ou menos. As coisas exigem teu tempo. No Prado, como a Acrópole começaram em 2001 e finalizaram em 2009. Na Alhambra, estamos diante de uma obra que precisa construir-se durante o tempo que continuam as visitas e isso representa uma vasto organização e controle do serviço.